Segue a instalação de guarda-corpo, corrimãos duplos em aço galvanizado e a construção de totens em concreto armado na escadaria do Cristo Redentor

Ultimas

A prefeitura de Pará de Minas, através da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano, abriu em setembro de 2020, uma licitação no valor de R$ 158.680,00 para instalar guarda-corpo e corrimãos em toda extensão da escadaria do Cristo Redentor, um dos principais pontos turísticos da cidade, mas o projeto precisou de ajustes e a licitação foi suspensa.

Após as alterações necessárias, foi reaberto o processo licitatório com a colocação de totens de identificação feitos com concreto armado. Após as mudanças o valor da obra, na ocasião, subiu de R$ 158.680,00 para R$ 467.833,78.

Porém, no dia 7 de maio de 2021, a licitação foi suspensa a pedido do tribunal de Contas do estado de Minas Gerais (TCE), devido a um processo em tramitação. Já no dia 27 de maio a prefeitura publicou a revogação do processo licitatório.

No documento assinado pelo prefeito Elias Diniz constava que a revogação se deu com objetivo de se evitar eventual prejuízo aos cofres públicos e garantir a melhor adequação técnica, textual e legal do edital convocatório, de modo a preservar o interesse público e possibilitar a ampla participação de empresas, em homenagem aos princípios da licitação e ao poder de autotutela da administração.

A obra já está sendo executada com recursos próprios do município através do Fundo Municipal de Proteção ao Patrimônio Cultural (FUMPAC). A licitação foi realizada no dia 23 de agosto, na modalidade Tomada de Preços. Desta vez a publicação se deu através da Secretaria Municipal de Cultura e Comunicação Institucional e a empresa Scala Projetos de Engenharia e Construção Ltda foi a vencedora do certame e está executando a obra.

A obra já está 30% concluída, a expectativa é que em fevereiro ela esteja totalmente pronta para a inauguração oficial e liberada para a Via Sacra na Semana Santa que começa no dia 10 de abril. O prefeito Elias Diniz fala sobre a obra que está sendo construída em toda extensão da escadaria do Cristo Redentor:

“Uma obra, uma reivindicação antiga, isso aqui é uma obra que vem oferecer mais segurança para aqueles que vão subir a Serra do Cristo. Uma obra que tem o valor estimado em mais de quinhentos e cinquenta mil reais, uma valor expressivo, mas é que ali trabalha todo um processo de segurança de acordo com o Corpo de Bombeiros, mas além de todo o processo da parte de segurança envolvendo o guarda-corpo de um lado e de outro, nós temos também os totens, vão ser na realidade 15 totens, são estações que nós vamos ter em momentos religiosos pra que as pessoas possam ter ai o seu momento de oração e isso daqui vai ficar maravilhoso onde vamos ter todo um processo trabalhando a Via Sacra e essa Via Sagra mantém o que nós já colocamos aqui que é um ponto turístico, o Cristo Redentor é um ponto turístico. Tudo isso que está sendo feito também envolve o ICMS Turístico, a cidade tem que investir nestas áreas, e esta área do jeito que vocês estão olhando, esta engenharia que foi aplicada aqui ela foi uma engenharia totalmente trabalhada e tudo isto justamente pra favorecer não simplesmente o pessoal em momento de Via Sacra, mas também as pessoas que tem o habito de subir aqui servido como uma área de lazer, de turismo e até mesmo de esporte, ou seja, um pronto turístico que vai trazer mais atração pra nossa cidade e ao mesmo tempo conforme o objetivo final é exatamente segurança para aqueles que precisam, principalmente o pessoal da terceira idade”.

Estão sendo instalados na escadaria do Cristo Redentor guarda-corpo e corrimão duplos em aço galvanizado e construção de totens em concreto armado. O projeto está orçado em R$ 584.960,10. São 569,20m lineares de guarda-corpos, 1.138,40m de corrimãos duplos que estão sendo instalados e 15 totens que serão construídos em concreto armado para as estações da Via Sacra.

Lembrando que para chegar ao mirante do Cristo Redentor de Pará de Minas, os visitantes precisam subir uma escada de 220 degraus, o que tem dificultado o passeio para os mais idosos, os que apresentam problemas de mobilidade e turistas. Agora ficará mais fácil subir escadaria.