Eduardo Barbosa direciona novos armamentos para três delegacias da Polícia Civil

Ultimas

Em cerimônia promovida no dia 29 de abril, na sede da Academia da Polícia Civil (Acadepol), em Belo Horizonte, a Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) anunciou a aquisição de 723 armas de fogo, provenientes de emendas parlamentares indicadas pela Bancada Mineira do Congresso Nacional. O armamento, avaliado em mais de R$ 2,5 milhões, será destinado ao atendimento de 77 unidades policiais em todo o estado.

Presente no evento, o deputado federal Eduardo Barbosa conheceu os novos armamentos priorizados para as três delegacias que foram beneficiadas com a sua indicação. Assim, o arsenal da Delegacia de Pará de Minas passa a contar com mais 4 submetralhadoras – modelo SMT, calibre 9 mm; 1 pistola – modelo APX, calibre 9 mm; e 2 fuzis modelo T4, calibre 5,56 mm. A unidade policial de Itaúna recebe 1 submetralhadora 9 mm e 1 fuzil 5,56 mm. Enquanto que a Delegacia de Bom Despacho foi beneficiada com 1 submetralhadora SMT e 1 fuzil T4.

Representando os demais parlamentares federais da Bancada Mineira, Eduardo Barbosa ressaltou que o objetivo da ação conjunta é disponibilizar recursos para que o trabalho policial use de meios cada vez mais eficazes no combate à criminalidade. “Nós, deputados, estamos empenhados em apoiar a missão da nossa Polícia Civil de garantir a segurança pública da população”, disse Eduardo Barbosa.

Estruturação

Na ocasião, o chefe da PCMG, delegado-geral Joaquim Francisco Neto e Silva, exaltou os históricos aportes de recursos destinados à Polícia Civil, os quais têm possibilitado a construção de uma instituição cada vez mais forte, estruturada e moderna. A aquisição dos 33 kits de armas, totalizando 723 unidades, é resultado do Convênio Federal de 2019, firmado entre a PCMG e o Ministério da Justiça e Segurança Pública.

FONTE: ASCOM-PCMG